Número total de visualizações de páginas

15 de setembro de 2021

4 OnTour Versão Covid-19

 Julho 2020. Ao tempo que isto já foi.

Mas agora o tempo não se mede em dias,semanas, anos pois não?

Mede-se em liberdade.

E foi mesmo por isso que os quatro que todos os anos gostam de se encontrar na estrada adaptaram o seu encontro.

Por sorte comum um de nós tem casa no centro do país, mesmo ao lado da Serra da Estrela. A zona centro do nosso país tem muito para oferecer, veja-se o sucesso das passeatas pela N2, por isso resolvemos fazer da casa dele o nosso "Basecamp" e todos os dias saíamos bem cedo e chegavamos bem tarde, com muitas curvas feitas. E Espanha ali ao lado.

O primeiro dia foi gasto para nos encontrar-mos lá, eles vindos de Lisboa e eu do Porto. Como é nosso apanágio sempre que nos apanhamos na estrada, sozinhos ou acompanhados, saboreamos cada metro, cada paisagem, cada curva, por isso acabamos por gastar o dia todo. Encontramo-nos lá bem ao fim da tarde e para minha surpresa o anfitrião, respetiva esposa e filha tinham já tudo preparado para nós. Comida, dormida, tudo. Obrigado a elas pela paciência e trabalheira de aturarem quatro motociclistas de algibeira.

Alinhavamos o percurso para o dia seguinte, ou não. Apenas concordamos que deviamos fazer primeiro o dia mais comprido para as nossas costas que já contam com mais de vinte anos, não nos chatearem demasiado. É maravilhoso viajar sem bagagem. Tanto espiritual como no verdadeiro sentido da palavra. Um dia quente acompanhou-nos em curvas torcidas e retorcidas até ao Parque natural de Las Batuecas e volta. Encontramos ciclistas que pedalavam mais depressa que nos andavamos com as Vespa, Andamos quilómetros a vapores de gasolina partilhada pelos quatro, trocamos de viaturas para perceber o que poderia estar a causar a instabilidade de uma delas (como se as outras fossem estáveis!), encontramos piscinas no cimo de serras, usamos lenha como ferramenta, fizemos caminhos de terra que as cabras evitam, encontramos a casa do PPD, usamos arreferimento evaporativo, ficamos com o rabo "amassado", encontramos barragens grandes, comemos Gazpacho e alteramos rotas porque as pedras no caminho não nos deixaram mesmo passar. Cenário similar nos dois dias seguintes mas já só por Portugal, comigo a rumar a casa separando-me deles em Celorico da Beira. Mas agora o normal actual gosta mais de imagens e eu também, depois de tantos tempos fechado, amordaçado, controlado por regras estranhas, tal como o resto do mundo. São apenas momentos sem qualquer ordem especifica. Recordo-me da história deles todos. Espreitem.

Junto à tão falada N2

O maravilhoso Basecamp

Esta era a parte boa.

Ziguezague





Até hoje ainda não percebi.





Sim, molhou-o de propósito

Bonita, sim senhor



Momento de aliviar rabos

Industria feia

The Marvelous Three... Four

Assistência em Viagem

Já tomava banho...


Até para o ano









No cimo de uma serra, a sério!

Alongamentos





Jerrycan's e calor


Comitiva incluindo a equipa do Basecamp


Foto By Vasco

Foto By Vasco

Foto By Vasco

Foto By Vasco

Foto By Vasco

Obrigado Paulo e respetiva familia, obrigado Miguel, obrigado Vasco.



20 de abril de 2021

Certificação da Heinkel


A minha Heinkel Tourist 103-A1 tem passado por várias etapas ao longo da sua vida em que muitas se misturam com a minha vida também.
Desde o final dos anos setenta quando passou para a minha posse, oferecida pelo meu avô, foi veículo de uso diário, esteve mais de vinte anos guardada na garagem, teve um restauro total em 2005, altura em que passou a ser um elemento algo conhecido no mundo do scooterismo nacional. Esteve exposta algumas vezes, superou com sucesso absoluto as provas a que a submeti com especial relevo para três participações no Lés a Lés onde foi equipa numero 1 e terminou etapas em primeiro lugar.
Faltava agora um reconhecimento oficial da sua autenticidade e interesse histórico.
Decidi assim contactar o Museu do Caramulo, conhecido pela sua coleção unica de automóveis e motociclos antigos e entidade certificadora reconhecida, solicitando que dessem o seu veredicto.
Assim o fizeram. Após o envio da história da scooter, inumeras fotografias e caracteristicas técnicas marcaram uma data para a validarem presencialmente.
No passado dia 10, os técnicos do Museu depois de a observarem e testarem pessoalmente declararam a Heinkel "Viatura de Interesse Histórico".
Fica desta forma reconhecida a qualidade de conservação e originalidade da scooter que está na minha familia há 3 gerações.