Número total de visualizações de página

18 de dezembro de 2014

Scooter Junkies

Já ouviram falar no blog que dá pelo nome em assunto?
Não?
Deixem lá, também não perdem grande coisa.
No entanto e excepcionalmente convido-vos a dar lá uma espreitadela, pois o seu autor tem por vezes uns rasgos de lucidez (e talvez demasiado tempo livre), ocupando-se com brincadeiras mais ou menos inúteis na internet. Até que um dia faz algo de jeito. O dia foi hoje!
Admirem o texto, principalmente na parte em que faz referência à minha pessoa.



Curiosamente, depois das gargalhadas de desprezo que dei na primeira visualização, ao rever percebi que ele conseguiu transmitir, com um elevado grau de fiabilidade, alguns dos acontecimentos e opiniões que circulam neste meio, o das pessoas que acham piada a andar em veículos de rodaspequenas, com dezenas de anos e quilos de ferrugem, qual tresloucados a 80Km/h nas descidas.

É aqui: Scooterjunkies

20 de outubro de 2014

O Foguete de Mangualde em piloto automático


Todos os que o conhecem sabem que o Duarte Marques é, além de um entusiasta por scooters antigas, com especial apreço pelas Lambretta, também um piloto exímio.
A destreza com que ele manobra as suas scooters só tem paralelo com a dose de inconsciência que é também necessária para fazer um bom piloto.
Aceita qualquer desafio, mesmo de máquinas grandes, pois apesar de poder ficar para trás em estradas mais rectas, basta começarem a aparecer umas curvinhas que ele logo toma a dianteira a qualquer duas rodas. Qualquer mesmo.
Sei disto há muito, ainda no sábado brincamos um pouco com as nossas máquinas na estrada entre Sintra e Torres Vedras, mas mal apareceram as primeiras curvas, tudo o que consegui ver foi a traseira da Vespa dele.
No entanto, sábado à noite conseguiu surpreender-me!
Para participar na 3ª Regularidade do VCL que decorreu em Sintra, por tempo a menos e chuva a mais, desloquei-me lá levando a Lambretta no atrelado. O Duarte não. Saíu de Mangualde ainda era noite e conduziu a sua Vespa até lá.
No regresso ofereci-me para o trazer de carro, transportando a sua Vespa no meu atrelado. Delicadamente recusou e arrancou sozinho.
Lá me fiz á estrada e estava a viajar à pouco mais de uma hora quando ele me telefona:
-Passaste agora por mim.
-Eu, não te vi!
-Estou na área de serviço. A Vespa está a falhar em rotações mais altas!
-Bem te disse para vires comigo. Bem, verifica isto e isto e isto...... Ou melhor, envia-me uma foto do CDI.


Rapidamente percebi o fio de massa solto.

-Liga isso a um parafuso do motor o melhor que puderes. Depois arranca, pára na próxima área de serviço que fica a cerca de 40Km de onde estás e telefona-me a dizer como ficou. Vou fazer uma paragem em Leiria e se isso continuar assim vou buscar-te.
.
.

Esperei, esperei e nada.
Ligo-lhe e não atende. Comecei a ficar preocupado e eis que recebo uma mensagem:



Mas, mas... !Vai a rolar!! Mas ele está a escrever-me mensagens a conduzir uma Vespa!!!
Não pode ser, deve ter parado na berma.
E eis que o meu telefone apita de novo. Tinha recebido isto:




Ele não tinha parado na berma. Estava mesmo a rolar e a usar o telefone ao mesmo tempo!
Nem lhe respondi não fosse ele usar de novo o telemóvel.
Duarte, não tenho duvidas da tua capacidade de condução, mas por favor não faças isto de novo. A não ser que tenhas piloto automático... e mesmo assim...
P.S.: Já agora atentem na fotografia acima. Já viram até onde ele gasta os pneus? Ao pé deste os meu parecem quadrados..

Almossassa 2014



Voltei este ano a visitar a bela vila de Marvão por alturas da Almossassa, festa que une o município português de Marvão e a espanhola cidade de Badajoz, para evocar o guerreiro Ibn-Marúan, fundador das duas localidades.
Alguns momentos...






















































Foto de Graça Gomes

Foto de Graça Gomes

Foto de Graça Gomes

Foto de Graça Gomes




Foto de Graça Gomes