Número total de visualizações de página

19 de abril de 2014

Kitanço Nagazoza 16 (100 Km Check)

Uma centena de Km´s depois, um Pit-Stop. Força em baixas excelente, sobe de rotação muito bem, filtro do carburador com lixo, grupo térmico imaculado, vela a acusar mistura excessivamente rica.





11 de abril de 2014

Kitanço Nagazoza 15 (First Ride)

Hoje não almocei. Who cares!
Fui espreitar o trabalho já feito no motor da Lambretta. Ainda tentei levar um fotógrafo comigo, mas tão em cima não hora não foi possível. Paciência, tirei eu uns retratos para a posteridade. Hão-de servir.
O motor já estava montado e já tinha feito uns 30Km's para cima e para baixo junto à Motocentral.
Nada estava afinado e alguns componentes até estavam quase que presos por arames.
É preciso fazer uns Km's para começar a "acamar" tudo e limpar o motor dos óleos da montagem.










Assim quis contribuir com mais uns 10 ou 20 Km's e após as recomendações indispensáveis - não abusar, não esforçar e tal - lá arranquei com a batida do coração a acompanhar a do motor. A sério.
Queria ter levado comigo uma esquipa de reportagem, mas na falta, levei o telefone no bolso a gravar.
Não abusei, nunca rodei o punho a mais de metade e sempre sem esforçar o motor.
Em plano deixei-a desenvolver um pouco. Atingiu os 90,43 Km/h!!
Ora ouçam:
Tenho assim um vídeo sem imagem, just for Lambretta Geeks:



10 de abril de 2014

Kitanço Nagazoza 14 (O primeiro grito)

No comments:


Amanhã vou visitar o recém-nascido.


Kitanço Nagazoza 13 (Engine Ready)

Andava para aqui a pensar no que escrever sobre estas fotos que chegaram ontem à noite, mas... não são precisas lá muitas palavras, pois não?




Sms do Ribeiro há minutos:
a lambreta anda há 40 minutos para cima e para baixo. Fala grosso e respira bem

8 de abril de 2014

Kitanço Nagazoza 12 (The Rebuild)

Depois de alguns passos mais incertos e várias decisões depois, é chegada a altura de reconstruir o puzzle. Há ainda coisas que não gosto e outras com que não concordo totalmente principalmente do lado da admissão, mas como a voz da experiência vale por vezes várias noites de estudo, aceitei.
Diz-se que fará fumo esta semana.
Está a ficar mais ou menos assim.

A máquina


Embraiagem com molas reforçadas e com mais discos

A caixa com uns sussurros
  
A alimentação da Boost Port

A lubrificação da "ponte"

O que não concordo. Janela de admissão grande travada ao fundo num dos lados pela camisa. Vai gerar turbulência

O "squish" conseguido na coroa do pistão. Valor ideal.

O "squish" conseguido na orla exterior do pistão. Valor ideal

3 de abril de 2014

Kitanço Nagazoza 11 (Blue Printing)


No encamisamento que se tornou necessário por causa da largura excessiva da janela de escape, aproveitamos e mandamos já fazer as janelas com o formato e tamanho aproximado daquele que irá ser necessário.
Montando tudo de novo no motor é essencial medir-se de novo os tempos de abertura das janelas e claro, fazer um Blue Printing da disposição das mesmas para garantir que estão no local correto e com as dimensões pedidas. A partir destes dados vamos fazer os ajustes finos.
A ignição eletrónica começa já a encontrar o seu lugar também.