Número total de visualizações de página

27 de agosto de 2012

Bricolage uncovered.

Para os que leram o anterior post até ao fim (para aí uns dois), fica o registo de algumas características técnicas da empreitada.
O garagem do Bob ninguém sabe onde fica. Fui levado até lá de olhos vendados.
Os alforges são da Detlev Louis http://www.louis.de e o modelo é o Moto-Detail Textile Trolley Saddlebags. Podes ver uma foto deles aqui  porque como neste momento estão esgotados, o site da Louis não os tem lá. Custaram 59,95€ + 9,95€ de portes e têm características engraçadas, como os poderes unir com um fecho e abrir um canto, onde tem uma pega para os transformar numa mala tipo Trolley, com rodinhas e tudo.
A base e os lados interiores são reforçados e (mais) resistente ao calor. Cada alforge tem uma bolsa externa para pequenos objectos.
Interligam-se com 3 fortes fitas de velcro que podes passar por baixo do assento (No caso da XL600 não tens espaço, tem de ser mesmo por cima do banco, trazem 4 pequenas fitas adicionais para os prender algures pela parte inferior evitando que levantem com o vento e os fechos têm umas argolas os para fechares com um  mini cadeado.
Os compartimentos principais têm abertura superior e um  deles tem no interior bolsas para canetas, chaves, telemóvel, etc. Cada um tem de volume de 20 L, mas basta abrires um fecho que aumentam para
24L cada. Vêm com duas alças de transporte para os levares ao ombro e capas de chuva. O conjunto pesa menos de 5 Kg.
Dimensões de cada em cm: L x A x P = 50 x 32/20 x 24 cm (passa para 32cm quando os aumentas para 24L)
Material: Poliamida 95%
Já agora, os suportes foram fabricados com perfil de aço de 15mmm x 2mmm e tubo de alumínio de 10mm. mas se estivesse a começar agora tinha usado algo mais forte. A tinta usada foi spray de alta temperatura
para escapes.
Aplicas, deixas secar 20 minutos e depois colocas no forno lá de casa quando a maria não estiver a ver durante 40 minutos a 160ºC.

Bricolage fora da Horta

Como toda a gente já leu isto mais vale explicar e continuar a história
Toda a gente sabe que bem, bem, é uma GS o maior possível com latinhas de electricista de lado. Mas cá pelo burgo o que se arranja é uma Transalp com alforges. Sim, já sei que estão neste momento dezenas deles a dizer que daqui ao acima descrito é um pulinho. Mas como parece que a Troika vem cá nesta terça, é preferível não fazer grandes ondas.
Procurei por aí e encontrei um conceito engraçado de alforges que se unem e transformam numa malinha daquelas dos voos Low-Cost, os Detlev Louis Trolley Saddlebags e ainda por cima a um preço simpático.
Como nas TA o escape está cá em cima, é claro que aquilo ia encostar e queimar. Assim liguei ao Bob e com a desculpa de que queria ver as scooters que ele tem por lá escondidas na garagem, consegui pô-lo a furar e dobrar a tarde toda.
Hoje voltei a ligar-lhe mas não percebo porquê eu ouvia-o perfeitamente mas ele insistia em só dizer: Estou, estou...
Bem, fui eu para a minha garagem e lá meti mãos à obra para os acabamentos e montagem.
Depois de uma experiência frustrada com uma porcaria de uma tinta "prata" que prometia dar um acabamento igual ao alumínio, mas que afinal nem secava em condições:

acabei por ter de voltar a lixar e pintar tudo de novo desta vez num prato fosco que até ficou engraçado.


 Depois de bem seco, a montagem e ficou assim:






 Escapa, não?
Abraço


23 de agosto de 2012

2ª Festa da Moto na REV

Confesso que ainda não tinha olhado com muita atenção para esta revista. Mas os dois últimos números prenderam-me a atenção.
A número 10 pelo excelente relato que a scooter do Bob fez do Iberovespa e a número 11 por um motivo um bocadinho narcisista...
Um artigo sobre a 2ª Festa da Moto, com 3 fotografias.
Uma panorâmica, uma de um profissional do Trial e a outra, adivinhem!! Pois. Eu na Heinkel a cumprir a prova de gincana inserida num passeio de regularidade de clássicas onde lá conseguimos o 3º lugar. :)

Obrigado REV e Moto Clube do Porto