Número total de visualizações de página

12 de maio de 2014

Berg supermercado, cidade, montanha

No Inverno de 2011/2012, escolhi para meu projeto a construção de um Tandem, história explicada aqui.
Logo apos a escolha e preparação do quadro, comecei a reunir peças para iniciar a montagem, altura em que um amigo a quem contei o projeto, me ofereceu uma bicicleta que tinha no fundo da garagem para funcionar como dadora.
Era uma Berg Trail Rock 2.1, portanto pouco mais do que uma bicicleta de montanha de supermercado, equipada com uns pneus fininhos de estrada, pois nos seus últimos km's ativos tinha sido utilizada como uma citadina, para levar o miúdo à escola e ir às compras.
No entanto fiquei com pena de estragar uma máquina quase funcional e em vez de a canibalizar, completei-a.
Selim, pedaleira, corrente, pneus e ficou pronta



Não era muito usada, mas quando o era cumpria.
Neste inverno, desafiado pelo meu cunhado, comecei a usa-la no meio para que foi feita, ou seja umas incursões pela lama, pedra e terra.
Aqui a qualidade dos componentes começou a explicar-me porque motivo existiam bicicletas caras e aos poucos fui trocando-os para uns melhorzitos. Mas nunca se negou a oferecer-me bons momentos de diversão, mesmo que por vezes um pouco "coxa"
Até ficar assim. Uma bicicleta suficiente para montanha e a um custo (muito) controlado




Obrigado ao Miguel Barbot da Veloculture

Sem comentários:

Enviar um comentário