Número total de visualizações de página

5 de dezembro de 2017

Calçada do Marquês de Abrantes

Com uma luz única e histórias para contar em todos os seus cantos, Lisboa é uma cidade acolhedora.
No seu núcleo histórico, extenso, poder passear pelas ruelas das suas colinas, conhecer os seus jardins, museus e edifícios, pareceu-me uma boa maneira de usar uns dias livres.
Aceitando um simpático convite de uma amiga que explora um alojamento magnificamente localizado e confortavelmente conseguido, tive oportunidade de sentir o coração antigo deste local,  o centro da nossa capital.
A pé, ou aproveitando a praticabilidade das plataformas de transporte privado como a Uber ou a Cabify, estendi a minha visita tanto ao Chiado ou ao Campo Pequeno, como ao MAAT ou ou ao Pilar 7, passando pelo Lx Factory, por Santos e pelo Príncipe Real.
Pelo caminho fui captando umas imagens no telemóvel, que mesmo sem fazerem justiça à beleza total dos locais, mesmo assim deixam uma ideia.
Uma nota menos positiva para os custos de utilização do metro ou dos autocarros, sistemas públicos portanto, que perderam dez a zero aos privados acima referidos.
Nota muito positiva para o alojamento local que nos foi cedido, confortável, totalmente central e bem equipado. Se vos apetecer passar uns dias a sentir o pulsar de uma Lisboa antiga, recomendo-vos vivamente este apartamento que podem reservar aqui:

https://www.homeaway.pt/arrendamento-ferias/p6310298
https://www.airbnb.pt/rooms/9008282




















6 comentários:

  1. Este gajo vem à "capital do império" uns dias, passa à minha porta e não diz nada... incrível! :-(

    Abraço!
    Vasco

    ResponderEliminar
  2. Nem que fosse para levares uma scooter emprestada e evitares o metro, os autocarros e os ubers...

    ResponderEliminar
  3. Foi um fim se semana a convite, com um grupo de pessoas e eu já imaginava que ía ter o tempo tomado. Tive duas tentações, alugar uma e-cooltra e cravar-te uma scooter, mas deixaria de poder estar com o grupo. Desculpa nem ter dito nada. Já sabia que +ias reclamar e com razão. Sirva de desculpa o facto de uma coisa destas só se poder fazer com amigos, sem que eles levem a mal.
    Agora atreve-te a devolver o mimo.
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Vou pensar no teu caso. :-)

    Abração!

    ResponderEliminar
  5. ... para expiares este teu pecado... podes mudar 3 pratos de bonines consecutivos no mesmo dia. Só por desporto comigo a fotografar ! :-)

    ResponderEliminar
  6. Soory... E mudo as peças que forem precisas. Arranjar as tuas scooters em modo McGyver faz parte dos nossos passeios.

    ResponderEliminar