Número total de visualizações de página

20 de maio de 2012

(O)Porto Cycle Chic


Pedalar é também bonito, chic até.
Os mais puristas estão neste momento a mudar de página, mas para os que ficaram fica um segredo: Pedalar também faz bem ao ego.
Numa altura em que eu também redescobri o prazer de andar de bicicleta, nascem várias iniciativas que pretendem mostrar ao mais distraídos que a bicicleta está de volta.
Depois de décadas capitalistas de ostentação, em que se cimentou a ideia de que as bicicletas ou são para os que não têm carro o que quererá dizer que não tem dinheiro e não ter dinheiro é ser pobre, ou para as crianças, ou para os ciclistas semi profissionais, que transportam as suas bicicletas caríssimas de carbono pagas por vezes a prestações, no tejadilho dos carros, para depois descerem montes e vales ou passearem por uma qualquer ciclovia lúdica, equipados a rigor com aquela roupa justa e profissional de lycra, muito pouco chic diga-se de passagem.
Estes eventos Cycle Chic, pretendem uma abordagem diferente. Com uma inegável ligação ao mundo da moda, assumida pelo dress code mais ou menos exigido, pretendem mostrar o lado bonito de pedalar. Não é um show-off de bicicletas e gente gira, mas uma prova de que o fato de treino ou a lycra são dispensáveis. E desengane-se quem pensava que os participantes têm medo de molhar o penteado ou os vestidos rendados.
Assim decidi pegar na minha bicicleta mais gira (que por acaso leva duas pessoas), na minha filha mais gira (que por acaso é a única), vestir-me como no dia a dia e juntar-me a eles.
Em boa hora o fiz, pois a simpatia e o colorido de imediato me prenderam. O passeio foi um convívio entre aguaceiros que nada mais fizeram do que refrescar a vontade de passear, com música no passeio patrocinada por uma loja que agora já não sei se é de música ou de bicicletas também giras, Pit-Stops fotográficos promovidos pelos Media e um pic-nic que não sei se chegou a acontecer, mas concorreu ao lugar de melhor ideia do dia.
A repetir. Pena que agora seja só lá para Outubro. Estas ideias cimentam-se melhor se forem mais regulares.

6 comentários:

  1. Os meus Parabéns á organização,tive pena de este ano não poder participar mas fui de bike a Fátima,por isso fica para a próxima.Forte abraço para todos
    Manuel Couto

    ResponderEliminar
  2. O vídeo está muito giro! boa!
    Acho que o conceito do "cycle chic" passa mais pela ideia de usar a bicicleta com a roupa que se usa normalmente do que vestir-se de propósito para parecer chic. É bom para mudar aquela visão que para pedalar precisamos sempre de equipamentos e roupa especifica.
    Assim sendo, eu poderia ir a um passeio destes porque muitas vezes dispenso qualquer roupa especifica. Apesar do meu "estilo" habitual ser muito pouco "chic" :)
    Aqui por LX tb houve passeio "cycle chic" mas infelizmente ando lesionado e por isso nada de pedaladas. :(
    abraço e boas pedaladas,
    Júlio

    ResponderEliminar
  3. Muitos Parabens pelo video , são estas iniciativas que fazem cada vez mais especial o oporto cycle chic . obigado a todos .

    ResponderEliminar
  4. Se gostamos é quase nossa obrigação ajudar a divulgar.

    ResponderEliminar
  5. Aqui também falei desta coisa do cycle chic.

    Abraço

    Paulo Almeida

    ResponderEliminar
  6. Obrigado, Paulo.
    Já fui ler. Bem abordado.
    Abraço

    ResponderEliminar