Número total de visualizações de página

29 de junho de 2010

Lal 2010 com Scooters por companhia. Dia 2

O Lés a Lés não costuma dar muito tempo de descanso nem às máquinas nem aos pilotos, por isso e como estávamos ainda no prólogo do prólogo, deixamo-nos dormir um pouco mais guardando energias para os próximos dias. Após um retemperador pequeno-almoço tiramos as meninas da sala de reuniões enquanto o Vasco chegava para nos acompanhar em mais um dia de passeata que de Torres Vedras nos levaria a Portimão onde queríamos pernoitar.



Após uma olhadela ao promontório da Praia de Santa Cruz que nos mostra uma curiosa formação rochosa,



seguimos sempre o mais perto possível da costa com o Vasco a levar-nos por fantásticas praias como Casais das Amoreiras, Foz, Cambelas…



… Ericeira, Azenhas do Mar, Maçãs. Aproximávamo-nos de Lisboa, onde atravessamos o Tejo pela Ponte 25 Abril o mais depressa que conseguimos.



Cidades grandes não era bem o que procurávamos, mas rapidamente nos aproximamos de Setúbal onde uma refeição de peixe grelhado fez as nossas delícias.





Já retemperados, seguimos para no ferry que nos levou a Tróia.



Desde a ultima vez que aqui estive alteraram o local do cais, o que não nos permitiu ver as alterações urbanísticas que este privilegiado local de férias está a sofrer, encaminhando-nos directamente para a estrada
rumo à Comporta e daí a Sines.





As longas rectas e o pouco trânsito permitiram-nos esticar um pouco os motores e ensaiar algumas curvas a velocidades mais altas. Mal sabíamos que ensaios de curvas não nos iam faltar neste Lés a Lés.
Reabastecimento em Sines, estrada nacional até Milfontes para o lanche e sempre a bordejar o Parque Natural do Sudoeste Alentejano...





...até Aljezur onde rumamos para Lagos dado o avançado da hora. Como não queríamos chegar muito tarde e a costa Algarvia não era novidade para nós, apanhamos a Auto-Estrada até Portimão, pousamos os sacos e fomos jantar à Praia da Rocha.
Como o Vasco gosta de deixar sempre alguma bricolage para mim, ainda fomos instalar o leitor de Road-Book na SYM. Valeu-me as boas condições de trabalho com a mota na sala de estar. Apesar da piscina nos estar lá fora a tentar, fomos mas é descansar pois a partir de amanhã já vai ser quase a sério.



1 comentário:

  1. Gozo sempre imenso o dia anterior ao prólogo. Acaba por ser o dia mais relaxado do Lés a Lés, sem horas para cumprir, paramos onde apetece e escolhemos o rumo ao sabor do acaso.
    E no fim, ainda fazes bricolage nas minhas scooters :)
    Obrigado, Rui!

    ResponderEliminar