Número total de visualizações de página

11 de julho de 2010

LaL 2010 com Scooters por companhia. Dia 3 - Prólogo

Nem para ir até à praia costumo conseguir acordar tão cedo, mas como tínhamos de estar em Faro às 9:00h para as verificações técnicas e documentais o despertador não precisou de tocar mais de uma vez. Em poucos minutos estávamos os quatro prontos para os poucos Km’s que nos separavam do largo de S. Francisco.




O dia do prólogo é sempre um momento mais calmo para os participantes servindo como um aperitivo e um aquecer de motores, mas para a organização é um dia de azáfama. Distribuir camisolas, coletes, autocolantes, verificar documentos, luzes, ruído, pneus, etc a mais de um milhar de veículos é uma tarefa hercúlea só possível graças à estreita colaboração entre clubes e à vontade de ajudar dos seus sócios, sempre apoiados pelas edilidades locais.



Em pouco tempos estávamos a fazer os primeiros Km’s deste Lés a Lés que apesar de estar apenas a começar, prometia já calor quanto baste e um final em glória para quem as pontes do Porto conseguisse contar.

O museu Municipal de Faro e a Sé Catedral recordaram-nos que nem só de praia é feita a história da costa sul de Portugal. O parque Natural da Ria Formosa pedia-nos um passeio de barco que ficará para outro dia, um vislumbre à obra de construção da nova sede do M.C.Faro que, pasme-se, até terá camaratas e cozinha para quem de passagem lá quiser pernoitar. Pouco mais à frente o monumento ao motociclista que foi o segundo dos três existentes em Portugal a ser descerrado.

Um saciar de curiosidade para alguns com uma breve visita ao local da Concentração de Faro e o primeiro troço de terra. Fácil e provavelmente apenas para tirar o brilho aos autocolantes acabados de colocar. Santa Bárbara de Nexe é uma vila pitoresca dedicada ao fabrico de acordeões e lugar de nascimento do corridinho algarvio.

Em Estói um intervalo para uma bebida e olhei agora para o pulso e percebi que ainda não tinha ligado o relógio com localizador GPS. Tenciono ficar com um registo geográfico dos lugares por onde ando e nada mais fácil que estes sistemas de gravação de coordenadas geográficas.

Bem, ligo-o agora apesar de estarmos apenas a cerca de 10 do final dos cerca de 70 deste dia. Passagem pelas ruínas romanas de Milreu e de volta ao Largo de S. Francisco em Faro.





É necessário retemperar forças nestas passeatas e nada melhor que uma boa sesta no hotel.

Depois do jantar servido no mesmo local, ainda tempo para visitar as esplanadas no centro da cidade e espreitar para uma mostra militar de veículos grandes





E para experimentar outros mais pequenos





Amanhã o dia começaria bem cedo por isso resistimos à tentação de viver a noite algarvia e após a instalação do road-book da primeira etapa, recolhemo-nos.

O palanque esperava por nós às 6:00h











Sem comentários:

Enviar um comentário